Lendas do Zodíaco - Ophiuchus
  Priscila Di Cianni Ferraz de Oliveira
   
Constelação atravessada pelo Sol no período de 30 de novembro a 17 de dezembro.
Tempo de permanência do Sol em Ophiuchus: 18 dias.
   

Ophiuchus ou Asclépio ( Esculápio, para os latinos ) como é também conhecido, era filho de Apolo e da mortal Corônis. Temendo ser abandonada por Apolo quando ficasse velha, uniu-se a Ísquis, ainda grávida.

 

Apolo, enfurecido, matou a jovem e retirou a criança de dentro dela entregando-a ao centauro Quíron. O jovem aprendeu com o centauro as artes médicas. Quando adulto fixou-se em Epidauro, onde fundou uma escola de medicina.

Conta a lenda que certa vez, Asclépio matou uma serpente e outra surgiu carregando na boca uma erva da qual deu um pouco à serpente morta, revivendo-a. Ophiuchus arrancou a erva da boca da serpente e, desde então, passou a ter o poder de restaurar a vida. Hades, deus do inferno, irritou-se com as curas feitas pelo médico, alegando que seu reino ficaria vazio. Zeus, então, fulminou Ophiuchus, mas colocou-o junto com a serpente no céu.

   
 
 

As Lendas do Zodíaco são partes integrantes do site Uranometria Nova.
© 1997 - Direitos autorais reservados - Atualizado em: 28.Jul.2004
Consultas, Sugestões e Informações: uranometrianova@hotmail.com / uranometrianova@yahoo.com.br